Governo do Estado inaugura Delegacia em Araçagi e inicia Hospital em Mamanguape

Inauguração de Delegacia em Araçagi e Assinatura de Ordem de Serviço para construção do Hospital de Mamanguape

Inauguração de Delegacia em Araçagi e Assinatura de Ordem de Serviço para construção do Hospital de Mamanguape

O Governo do Estado dá continuidade ao trabalho de recuperação e modernização das delegacias, no intuito de proporcionar segurança eficiente aos municípios paraibanos. Nesta quinta-feira (29), o governador Ricardo Coutinho inaugurou a delegacia municipal de Araçagi, que é a terceira entregue à população este ano, somando-se às delegacias regionais de Campina Grande e de Catolé do Rocha.

A obra de reforma e ampliação da delegacia de Araçagi custou R$118 mil – recursos próprios – e beneficiará uma população de 17 mil pessoas. A unidade, construída numa área de 128,07 m2, conta com recepção, gabinete do delegado, cartório, alojamentos, banheiros, celas, terraço, copa e estacionamento, além de rampas e banheiros adaptados para pessoas com necessidades especiais. A nova unidade também recebeu mobília e equipamentos novos, como computadores e impressoras.

O povo foi às ruas prestigiar a inauguração, que contou com as presenças do secretário de Segurança do Estado, Claudio Lima; do delegado geral, Severiano Pedro; do comandante da Polícia Militar, Coronel Euller Chaves; da deputada estadual Léa Toscano e dos prefeitos de Araçagi, Onildo Souza, de Serra da Raiz, Luiz Gonzaga, e de Alagoinha, Alcione Beltrão.

De acordo com o governador, o trabalho de recuperação das delegacias faz parte do processo de reaparelhamento e melhorias das condições de trabalho da polícia no Estado, com a disponibilização de viaturas novas, armamentos, coletes à prova de bala e ação da Manzuá Móvel em pontos estratégicos do Estado. “Hoje, Araçagi tem uma delegacia que oferece melhores condições de atendimento à população e de trabalho para os agentes e policiais”, disse.

Ricardo destacou o empenho das polícias Civil e Militar no combate à violência, mas pediu o apoio da sociedade na prevenção e recuperação dos usuários de drogas. Ele lembrou os avanços na área de segurança, citando como exemplo a redução das taxas de homicídios em várias regiões do Estado e o sucesso de operações como a “Laços de Sangue”, que prendeu esta semana 15 acusados de assassinar mais de 90 pessoas. “Estamos reduzindo as taxas de homicídios em várias regiões. Havia um colchão de conforto no qual os homicídios cresciam em média de 25% ao ano. Este ano, tivemos queda nesse índice”.

Vertentes Litorâneas – O governador Ricardo Coutinho também classificou o projeto de transposição das águas de Acauã para Araçagi como a grande redenção para resolver o problema do abastecimento de água nos municípios de Araçagi, Itapororoca, Mamanguape e Rio Tinto. Ele explicou que, além do consumo humano, a obra vai possibilitar a irrigação de 16 mil hectares de terras, estimulando a agricultura familiar e a pecuária. Os investimentos para a construção do canal são de quase R$ 1 bilhão.

Creche – Ricardo também garantiu ao prefeito de Araçagi, Onildo Souza Câmara, a cessão de um prédio do Estado na comunidade da Agrovila Tainha, onde a prefeitura construirá uma creche. A reivindicação foi feita pelo prefeito e vereadores do município. “Queremos ver o projeto da prefeitura para que possamos realizar a cessão. Não desejamos concorrer com as prefeituras, mas tê-las como aliadas nesse desafio de desenvolver o Estado”, finalizou.

Redução da criminalidade – O secretário de Segurança do Estado, Claudio Lima, destacou o empenho das polícias na região de Mamanguape, que registraram queda no número de homicídio em relação ao mesmo período do ano passado. “Este ano, Mamanguape registrou 16 homicídios, o que representa quase a metade dos casos ocorridos no mesmo período de 2010”.

Claudio Lima disse que a nova delegacia substitui uma antiga, onde nem sequer havia celas, com um espaço confortável para o atendimento à população e condições adequadas para as polícias. “A inauguração de cada uma dessas delegacias é muito gratificante, diante das dificuldades. Mas estamos avançando e, nas próximas semanas, vamos inaugurar outras delegacias em Sousa e Passagem”, adiantou.

Governo inicia obras de construção do Hospital de Mamanguape

O Governo do Estado iniciou nesta quinta-feira (29) as obras de construção do Hospital Regional e Maternidade de Mamanguape, que atenderá uma população de 150 mil pessoas de 11 municípios do Vale do Mamanguape. O investimento para a construção do hospital é de R$ 9,4 milhões, e a previsão de conclusão obra é de dez meses.

Em solenidade realizada nesta quinta-feira (29), o governador Ricardo Coutinho assinou a Ordem de Serviço autorizando o início das obras da unidade hospitalar, atendendo a uma prioridade elencada durante a plenária do Orçamento Democrático. A população recebeu o governador em praça pública, juntamente com a vice-prefeita de Mamanguape, Maria Eunice, o prefeito de Capim, Sérgio Lima, a prefeita de Rio Tinto, Magna Gervásio e o prefeito de Curral de Cima, Nadir Fernandes.

Após a solenidade, o governador, acompanhado dos secretários Waldson Souza (Saúde), Efraim Morais (Infraestrutura) e Orlando Soares (Suplan), vistoriaram o canteiro da obra no terreno de 13.624,56 m², na saída de Itapororoca, onde já está sendo realizado o serviço de terraplanagem.

Ricardo Coutinho disse que, inicialmente, a construção do hospital não estava prevista para este ano, mas a demanda nas plenárias do Orçamento Democrático foram muito fortes. “Diante da necessidade da população por um serviço de qualidade, o Governo conseguiu relocar recursos e antecipar a obra para este ano.  A saúde é nossa prioridade e não pode esperar, pois 30 minutos a mais em um socorro de urgência para João Pessoa pode significar a vida ou a morte de uma pessoa”, justificou.

Novos hospitais – Ricardo garantiu para este ano a conclusão das obras de reforma nos hospitais de Sumé, Monteiro, Taperoá, Picuí, Pombal e Belém do Brejo do Cruz. Ele acrescentou que o maior desafio do governo é organizar a rede de saúde, e isso só poderá ser feito em parceria com os municípios e os hospitais filantrópicos, que devem dialogar sobre os serviços ofertados, de modo que a população tenha acesso a um serviço mais próximo e de qualidade.

O governador lembrou que estava assinando aquela Ordem de Serviço exatamente no dia em que o seu pai, Coriolano Coutinho, que tinha laços familiares em Mamanguape, completaria 100 anos de vida. Seu Coriolano era agricultor e nasceu em Bananeiras, no dia 29 de setembro de 1911. “É uma grata coincidência estar aqui hoje, dando o comando para uma obra que ajudará a salvar vidas e possibilitará o nascimento de futuros cidadãos mamanguapenses”, disse.

O secretário de Saúde do Estado, Waldson Dias de Souza, destacou que o novo hospital possibilitará uma melhoria muito grande na qualidade do atendimento, que não precisará mais se deslocar à Capital para obter um serviço de urgência ou para que as gestantes tenham seus filhos. “Nossa prioridade é colocar este hospital para funcionar o mais rápido possível formar uma rede de saúde junto com outros hospitais da região”, completou.

Ricardo durante seu discurso em Mamanguape. Foto: José Marques/Secom-PB

Para a vice-prefeita de Mamanguape, Maria Eunice, o início da construção do hospital é um sonho que começa a se tornar realidade. “Hoje é um dia de celebração do povo. Depois de anos de promessas, teremos um hospital instalado em local estratégico e amplo, beneficiando não só Mamanguape, mas toda a população dos 11 municípios da região”, salientou.

Orçamento Democrático – Eleita como prioridade número um no Vale do Mamanguape, a obra do hospital encheu de esperança a população local. Dolores Maria da Conceição, 65 anos, não escondia a satisfação de ver a obra iniciada. “Há muito tempo esperamos. Agora nossos filhos e netos terão direito de serem cidadãos de Mamanguape”, destacou.

O hospital – O hospital contará com 125 leitos, sendo 99 para internações, dez de terapia intensiva (UTI), 12 para observação e quatro para recuperação pós-anestésica. A instituição contará com uma maternidade com três salas de cirurgia e três salas de pré-parto, parto e pós-parto (PPP), além de leitos de observação, ultrassonografia e consultório.

Da Redação
Com Secom/PB
É proibida a reprodução total ou parcial deste site. CNPJ: 10.962.007/0001-48