ExpressoPB

Protesto de caminhoneiros fecha BR-101 e Paraíba pode ficar sem combustível


Motoristas de caminhão que transportam combustível do centro de distribuição da Petrobras, no Porto de Cabedelo, para todo o Estado Paraíba, fecharam os dois sentidos da BR-101, em João Pessoa. Com o protesto, apenas os carros de passeios  e ambulâncias estão conseguindo trafegar normalmente.

A categoria está reivindicando a aprovação do PL 528, da aposentadoria especial para motorista, além do corte no orçamento da PRF e a volta do centro de apoio ao caminhoneiro. Por conta disso, nós devemos ficar o dia inteiro por lá. Só vamos sair às 17h por conta de possíveis assaltos na região”, afirmou.

Em agosto, a categoria fez um protesto semelhante na BR-101, porém como não conseguiu êxito, decidiram voltar a fechar as vias.

O Sindicato da categoria estima que 21 mil trabalhadores atuem diretamente na distribuição de combustível no estado. O sindicalista acredita que o reflexo da paralisação pode ser sentido a partir desta quarta-feira com a falta do produto nas bambas de combustíveis. “Só vamos retornar às nossas atividades quando no demanda (melhores condições de trabalho) for atendida”, declarou.

Ontem a  presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Timóteo, acusou a empresa TECAB – responsável pela mistura do álcool anidro com a gasolina – de ter criado o problema e pediu que o Ministério Público e Agência Nacional do Petróleo (ANP) investiguem a denúncia dos caminhoneiros, entre as quais, a diferença no aferimento entre o Porto de Suape e a TECAB.

Da Redação 
Com Paraíba.com.br

Artigos relacionados

Orgy