ExpressoPB

João Doria receberá homenagem com pompas em Campina Grande, neste mês, e o povo vai pagar a conta da festa


O prefeito de São Paulo, João Dória, está planejando uma série de visitas a cidades nordestinas para alavancar seu nome na corrida sucessória à presidência da República. Uma delas já está marcada para agosto e será em Campina Grande, onde seu colega de partido, Romero Rodrigues (PSDB) é o prefeito.

Dória vai receber um título de cidadania na Rainha da Borborema, segundo informação publicada na edição desta semana da Revista Veja, na coluna Radar Online. O mais interessante é que a festa será bancada com recursos da Prefeitura de Campina Grande, de acordo com o que foi publicado na edição do dia 11 de agosto do Semanário Oficial da Prefeitura.

Em sua peregrinação pelo Nordeste, visando tornar-se o candidato do PSDB à Presidência da República, o prefeito de São Paulo, João Doria, estará no próximo dia 31 na cidade de Campina Grande (PB) para proferir palestra para empresários locais. E o Semanário Oficial da Prefeitura de Campina Grande publica a informação de que o evento, apoiado pelo seu aliado, prefeito Romero Rodrigues (PSDB), custará R$ 20 mil aos cofres da Prefeitura.

O extrato do convênio, de número 027/2017/SEDE/ PMCG, tem por objetivo a realização do Fórum Estadual do Comércio, a ser realizado no dia 31 de agosto de 2017, apoiado pela PMCG, com “investimento” R$ 20 mil, oriundos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, gerida pelo Secretário Luiz Alberto Leite.

Por outro lado, a Prefeitura Municipal de Campina Grande não quita, desde janeiro de 2017, os débitos com diversas Casas Assistenciais de Campina Grande, como: APAE; GAV; Instituto dos Cegos; Rede Feminina de Combate ao Câncer; Centro de Recuperação Homens de Cristo; Instituto São Vicente de Paulo e Casa do Menino Dr. João Moura, que atendem milhares de pessoas vulneráveis socialmente.

Recentemente, o GAV – Grupo de Apoio à Vida, entidade que trata pessoas portadoras do vírus HIV, fechou suas portas, pois a prefeitura alegou não ter como repassar os R$ 1,5 mil mensais de subvenção social.

Redação

Artigos relacionados

Orgy