ExpressoPB

PT da Paraíba declara inocência de Lula e taxa de “covarde” decisão de Moro


Após a decisão proferida pelo Juiz Sérgio Moro de condenar Lula no caso do tríplex, no qual não há provas que incriminem o ex-presidente, a direção estadual do PT na Paraíba emitiu nota, nesta quarta-feira (12), criticando a postura parcial do magistrado.

O texto assinado pelo presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo, considera descabida a denúncia do MPF de que Lula seria proprietário do tríplex, ressaltando que mais de 100 testemunhas foram ouvidas e que todas confirmaram a inocência do presidente Lula.

Outro fato é que a defesa de Lula provou que o apartamento pertence à construtora OAS, que o concedia corriqueiramente como garantia de empréstimos. “Como se pode creditar a um terceiro a propriedade de um imóvel que é dado como garantia em empréstimo pelo verdadeiro proprietário?”, indaga a nota.

Nesta mesma denúncia, a única fala acusatória é a do proprietário da OAS que, para não ser preso, mudou seu depoimento e acusou o presidente Lula sem apresentar provas materiais.

“É importante também afirmar a covardia do Juiz Sérgio Moro que condena a prisão o Presidente Lula, mas não tem a coragem de decretá-la, assumindo assim, seu caráter covarde caracterizado nos últimos tempos em suas decisões e atos”, critica o texto emitido pelo PT/PB. A nota também aponta a parcialidade do juiz, que nunca escondeu sua preferência de relacionamento com os adversários do PT e do Presidente Lula.

“Fica claro que esta decisão proferida logo após a aprovação da nefasta Reforma Trabalhista e durante a análise do processo que corre contra o Presidente golpista Michel Temer na Câmara Federal, é justamente para tirar o foco do país destas questões”, alerta a nota.

Concluindo, a direção do PT na Paraíba ressaltou que essa é outra tentativa de golpe à democracia, para tirar da disputa eleitoral a pessoa que tem liderança nas pesquisas de intenção de voto em todos os cenários para as eleições presidenciais de 2018. Conforme a nota, “Lula recorrerá de mais esta arbitrariedade e provará junto a instâncias superiores que é vitima de uma orquestração política para tirá-lo do cenário eleitoral próximo”.

Para a direção do partido no Estado, esse é o momento para continuar denunciando os desmandos do atual governo e lutar em defesa da democracia.

Conferia a seguir a nota na íntegra:

NOTA

No dia de hoje (12 de Julho), o Juiz Sérgio Moro proferiu sentença contra o Presidente Lula, acatando denúncia descabida e sem provas do Ministério Público Federal de que Lula seria proprietário de um apartamento triplex adquirido através de negociações “não republicanas” com a construtora OAS.

Sobre estas questões o PT da Paraíba vem a público esclarecer:

  1. No processo do chamado “caso tríplex” que corre na Justiça Federal do Paraná, na responsabilidade do Juiz Sérgio Moro, mais de 100 testemunhas foram arroladas nos autos e todas elas confirmaram a inocência do Presidente Lula. Inclusive sendo provado pela defesa que o apartamento não pertence ao Presidente e sim à própria construtora OAS que várias vezes concedeu este imóvel como garantia de empréstimos por ela adquiridos. Como se pode creditar a um terceiro a propriedade de um imóvel que é dado como garantia em empréstimo pelo verdadeiro proprietário?;
  2. A única fala acusatória contra o presidente Lula no caso é do Sr. Léo Pinheiro, proprietário da construtora OAS que em delação premiada, para não ser preso, mudou seu depoimento e acusou o Presidente Lula sem apresentar uma prova material que seja. Para a Justiça do Paraná só servirá delações que incriminem o Presidente Lula e filiados ao Partido dos Trabalhadores;
  3. É importante também afirmar a covardia do Juiz Sérgio Moro que condena a prisão o Presidente Lula, mas não tem a coragem de decretá-la, assumindo assim, seu caráter covarde caracterizado nos últimos tempos em suas decisões e atos;
  4. O Juiz Sérgio Moro já demonstrou durante o processo, em seus atos e decisões, que ele tem lado na política nacional. Nunca escondeu sua preferência de relacionamento com os adversários do PT e do Presidente Lula. Assim, estranho para nós seria se esse magistrado decretasse a inocência do nosso Presidente;
  5. Fica claro que esta decisão proferida logo após a aprovação da nefasta Reforma Trabalhista e durante a análise do processo que corre contra o Presidente golpista Michel Temer na Câmara Federal, é justamente para tirar o foco do país destas questões;
  6. Ainda afirmamos que querem de forma indireta dar outro golpe na democracia brasileira e tentam a todo custo tirar o Presidente Lula da disputa eleitoral de 2018. Eles sabem que no voto não vencem o PT e o nosso Presidente. Seria mais fácil tirar do jogo quem lidera todas as pesquisas de intenção de voto para as eleições presidenciais do próximo ano. Lula recorrerá de mais esta arbitrariedade e provará junto a instâncias superiores que é vitima de uma orquestração política para tirá-lo do cenário eleitoral próximo;
  7. Por fim, conclamamos ao povo brasileiro que continue na luta em defesa da democracia, denunciando os desmandos do atual governo e as perseguições de uma parte parcial da Justiça de nosso País. Continuemos a denunciar mais esta farsa contra o maior Presidente da história do Brasil. Querem golpear mais uma vez nossa democracia. Vamos continuar nas ruas!

 

Viva o Brasil! Viva Lula!

João Pessoa, 12 de Julho de 2017.

Jackson Macêdo

Presidente do PT PB

 

Da Redação 
Com Assessoria

Tagged with:

Artigos relacionados