ExpressoPB

#ArquivoExpresso relembra o dia em que o Cabo Sóstenes acabou plenária do OD no pau em JP


Recorte do Jornal Correio da Paraíba de 04/02/2006

Fora de movimentação há algum tempo, a Coluna de sucesso do ExpressoPB.com, que também já esteve presente na edição impressa, o “DO ARQUIVO” está de volta agora de nome novo, o #ArquivoExpresso e nesta reestreia vai relembrar o dia em que o Cabo da Polícia Militar, Sóstenes acabou uma plenária do Orçamento Democrático da Prefeitura de João Pessoa no ‘cacete’, literalmente.

Era fevereiro de 2006, mais precisamente dia 03, uma sexta-feira, o Bairro Costa e Silva sediava na Escola Municipal Duque de Caxias uma plenária do Orçamento Democrático realizada pela Prefeitura de João Pessoa sob o comando do então Prefeito Ricardo Coutinho.

Lá pelo meio da plenária, logo se viu um tumulto, o prefeito Ricardo fazia uso da palavra, de repente ouviu-se gritos: “ta na hora de parar, vamos encerrar”, dizia o Cabo Sostenes, seu irmão Zailton e outros amigos. O grita-grita se iniciou e com poucos minutos a pancadaria estava instalada.

Foi cadeira de um lado pro outro no meio do ginásio, até o radialista Albemar Santos foi esmurrado e levou várias cadeiradas.

Enquanto o festival de cadeiradas ocorria no centro, uma mulher tomou o microfone da mão do então Secretário de Articulação Política, Simão Almeida, e iniciou-se uma discussão entre eles, enquanto o local foi tomado por vaias e quebra-quebra.

Ricardo Coutinho saiu a francesa, ladeado por seguranças, enquanto a cadeirada comia no centro.

A confusão só foi parar na delegacia, sem mortos, mas com alguns feridos.

Há 11 anos direto do #ArquivoExpresso.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Artigos relacionados

Orgy