ExpressoPB

Pedido de renúncia de Temer une oposição e situação na Paraíba e deputados pedem ‘Diretas Já’


O escândalo envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio na noite desta quarta-feira (17), conseguiu unir na Assembleia Legislativa da Paraíba, oposição e situação. Desde a liderança jovem do PSDB até o ‘inimigo histórico’ dos tucanos, os parlamentares pedem o afastamento do presidente e a realização de novas eleições não apenas para o executivo nacional, mas para o legislativo federal.

O presidente da juventude do PSDB, Bruno Cunha Lima, afirmou que independente das soluções constitucionais para o afastamento de Temer (seja pelo julgamento no TSE ou por um processo de impeachment) a Constituição Federal prevê a realização de eleições indiretas, porém ele foi duro ao afirmar que a classe política brasileira não tem legitimidade para enfrentar esse processo e não cumpre a principal finalidade que é representar a sociedade.

Para Bruno, a melhor saída seria a antecipação das eleições e dissolução do congresso nacional. “O congresso não tem moral para eleger um novo presidente. Defendo a renúncia de Temer e a juventude do PSDB já pediu a saída de Aécio (que também teve seu nome ventilado nesta quarta) da presidência nacional do partido”. Reconhecemos que há joio e trigo em todos os partidos e instituições”, disse acrescentando que o partido não pode pagar pelo erro de uma pessoa.

Da Redação 
Com Paraíba.com.br

Artigos relacionados

Orgy