Polícia registra três homicídios após quase 48 horas sem assassinato

Após uma trégua que durava quase 48 horas na região metropolitana de João Pessoa, a noite de quinta-feira, 8, foi marcada pelos assassinatos de três pessoas, sendo duas em João Pessoa e outra na cidade de Santa Rita.

Uma das vítimas foi o comerciante Júlio Lacet Tavares, 23 anos. No bairro de Cruz das Armas foram mortos a tiros Giovanni Brito Dutra Cabral, 16 anos e Ricardo Albuquerque Soares, 30.

O comerciante Julio Lacet, segundo colheu a polícia, estava na rua São João quando chegaram dois homens numa moto. A vítima estava com uma criança nos braços. Os bandidos o mandaram soltar a criança e efetuaram os disparos.

Segundo a polícia, na tarde de ontem uma guarnições do 7º Batalhão da PM chegou a abordar o comerciante quando estava junto com outras pessoas, a noite foi asasssinado. Junto com o delegado da área estiveram no local, realizaram diligências no entanto, os criminosos não foram localizados.

Duplo homicídio

O envolvimento com o tráfico de droga pode ter sido o motivo do duplo assassinato ocorrido na noite de quinta-feira, 8, no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa.

Ainda sem ter informações sobre a autoria dos assassinatos a polícia soube que as vítimas estavam na comunidade Baleado quando pressentiram o perigo com a aproximação de uma moto com dois homens.

O segundo Henrique, que esteve no local, revelou que Giovani e Ricardo eram apontados como envolvidos num assassinato ocorrido no final da semana passada no Beco da Facada, em Cruz das Armas.

Quando os policiais ainda estavam no local do crime receberam informes de que um homem havia sido assassinato no Jardim Guaiba. Policiais foram para o local, no entanto, foram recebidos a bala pelos bandidos, no entanto, o objetivo era atrair os policiais para o ‘cheiro do queijo’.

Giovanni Brito Dutra Cabral foi baleado na rua Almirante Barroso, enquanto que seu amigo Ricardo Albuquerque Soares foi executado na rua Castro Alves, pois ainda tentou correr para se livrar dos bandidos. os três corpos foram levados para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal – GEMOL.

Da Redação

Com Cardoso Filho/Wscom - Fotos: Aguinaldo MotaEm respeito à legislação eleitoral, o ExpressoPB esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É importante informar que qualquer exagero político e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o ExpressoPB o gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário;

Categoria:
Facebook
Twitter
Tweets sobre "@expressopb"
É proibida a reprodução total ou parcial deste site. CNPJ: 10.962.007/0001-48