Noivo surta, foge do altar e corre pelado pelas ruas de Bauru (SP)

Foto Ilustrativa

Foto Ilustrativa

O que seria para ser um dia de festa se tornou um pesadelo para uma família em Bauru (329 km de São Paulo). Eder Francisco Pires, de 26 anos, teve um ataque de fúria durante o seu casamento no último sábado (10), bem no momento em que sua noiva ia entrar na igreja. Por motivos não explicados, o rapaz tirou o terno e saiu correndo do local, deixando todos os parentes e amigos sem saber o que estava acontecendo. Após ser sedado, foi levado para o posto de atendimento médico da cidade. Mas despertou e quebrou vários equipamentos da unidade de saúde.

Após Eder sair transtornado da igreja, familiares e amigos tentaram contê-lo. Como ele aparentemente retomou a calma, todos acharam que se tratava de uma brincadeira. O que os convidados não contavam é que Eder ficasse novamente fora dos seus sentidos e saísse correndo pela rua, se despindo e batendo a própria cabeça contra os muros das casas vizinhas e xingando quem tentasse agarrá-lo. O rapaz só foi controlado com a chegada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que o sedou.

Segundo alguns convidados, no dia do seu casamento, que teve a cerimônia civil realizada pela manhã, Eder participou de uma confraternização da empresa em que trabalha e não teria ingerido bebidas alcoólicas.

Entretanto, quando retornou para casa para se preparar para a celebração da noite, estava calado e com o olhar distante. Os familiares contaram que Eder nunca apresentou qualquer problema psicológico ou envolvimento com drogas.

Eder foi encaminhado desacordado a um posto de atendimento médico localizado no bairro Mary Dota, na cidade de Bauru. No PS, foi amarrado à maca e ficaria em observação. Porém, o rapaz acordou, conseguiu se soltar das amarras e começou uma quebradeira no local. Eder destruiu computadores, impressores, monitores, cadeiras, entre outros equipamentos.

O vigilante Dirceu Barsotti, de 42 anos, tentou contê-lo e o levou para fora do posto de atendimento, para evitar que ele batesse nas pessoas e funcionários que estavam no local. Porém, Dirceu foi agredido por Eder, que tentou estrangulá-lo com um fio de computador. O vigilante relatou aos policiais que perdeu a consciência por duas vezes, mas que conseguiu se soltar do fio e fugir de Eder, que saiu correndo atrás do vigilante gritando que ia matá-lo. Com a chegada da polícia, que foi acionada por funcionários do posto de atendimento, Eder foi pego nos arredores do PS totalmente nu.

O caso foi registrado na Polícia Civil como dano a patrimônio e lesão corporal. O vigilante fará exame de corpo delito, pois ficou ferido no braço e no olho e está com dores no peito. Já Eder, foi encaminhado para uma clínica particular de Bauru onde estaria internado em observação.

Da Redação 
Com Uol

Em respeito à legislação eleitoral, o ExpressoPB esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É importante informar que qualquer exagero político e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o ExpressoPB o gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário;

Categoria:
Facebook
Twitter
Tweets sobre "@expressopb"
É proibida a reprodução total ou parcial deste site. CNPJ: 10.962.007/0001-48